PROGRAMAÇÃO

EDSON CORDEIRO - 31 MAI

SALA TEREZA RACHEL

31 de Mai às 21h

Plateia e Frisas: R$120,00 | Balcão: R$90,00

Classificação: 12 anos

Radicado há dez anos na Alemanha, Edson Cordeiro desembarca no Brasil para apresentar o novo show “Fado Tropical”, dia 31 de maio, às 21h, no Theatro Net Rio, em Copacabana. Ele apresenta ao público brasileiro o repertório de seu novo álbum, denominado “Fado”, lançado em fevereiro, na Alemanha, com foco direcionado também para todo o mercado europeu.

“Cresci cercado pela colônia portuguesa e quando criança adorava assistir Caravela da Saudade, programa voltado para os portugueses que moravam no Brasil. Foi lá que ouvi a voz de Amália Rodrigues que me converteu definitivamente ao fado”, destaca o cantor, natural de Santo André/SP.

Considerado um dos cantores mais versáteis da atualidade, com sua impressionante amplitude vocal e enorme variedade tímbrica, Edson Cordeiro sente-se à vontade tanto na ópera e música clássica quanto nas formas mais modernas da música latina, jazz, rock, pop e dance music. E, de uma maneira pessoal e inimitável, consegue interpretar cada canção como se fosse sua.

Desde 1994, quando realizou sua primeira turnê pela Europa, o público e a crítica o aclamaram de imediato e se apaixonaram por sua poderosa voz e Interpretação arrebatadora, dando a ele títulos como “A oitava maravilha do mundo” e “Ave do Paraíso”.

Em “FADO”, seu décimo segundo e mais novo álbum, totalmente gravado em Porto, Portugal, com legítimos fadistas portugueses, Edson Cordeiro alia sua potente voz de contratenor a um repertório rico e dramático. A cada faixa um som quente e maravilhoso com sua espetacular extensão vocal de quatro oitavas (uma voz absoluta) e uma interpretação entregue, forte, que nos transporta para delicadeza, sutileza e paixão.

 

Na tour Fado Tropical, Edson Cordeiro, que em fevereiro celebrou 50 anos de idade, interpreta, com sua voz limpa e ainda mais poderosa, alguns dos mais belos e famosos fados, como “Estranha forma de vida”; (Amália Rodrigues/Alfredo Marceneiro), “Foi Deus” (Alberto Janes), “Barco Negro” (David Mourão Ferreira/Matheus Nunes) e “Fado Tropical” (Chico Buarque/ Ruy Guerra). “Foi muito importante ter a aprovação do Chico Buarque, pois fiz algumas mudanças no texto para ser fiel ao estilo português de cantar. Ele gostou muito, o que me honra demais”, assegura Edson, que se apresentará acompanhado dos fadistas brasileiros Wallace Oliveira (Guitarra Portuguesa) e Sérgio Borges (Violão).

E, acrescenta ao já renomado repertório, uma releitura de sucessos de sua carreira, que passa desde o sertanejo raiz ao disco clubbing, do choro à ópera, e com outras grandes surpresas, levando a plateia ao êxtase, no estilo Edson Cordeiro, é claro!  “Como diz o nome, o show vai fundo na história do fado tradicional em sua forma pura. Mas, como sou brasileiro, o elemento tropical não poderia faltar. Vou cantar acompanhado destes músicos que, como eu, são brasileiros e apaixonados pelo fado. Sendo assim, me permite passear também pela música brasileira cantando choro, samba, sertanejo e até música pop como “Lovesong”, do The Cure, incluída na trilha sonora da novela A Lei do Amor”, acrescenta ele. 

Este ano, Edson Cordeiro continua apresentando seus shows pelo mundo, estando, porém, mais concentrado entre Brasil, Alemanha, Áustria e Portugal. Sobre sua terra natal e o país que escolheu para viver, ele é categórico: “O Brasil está sempre na minha agenda. Nunca deixei de cantar no meu país. Já cheguei a vir aqui quatro vezes em um ano. E o público alemão sempre foi muito caloroso e receptivo desde a primeira turnê que apresentei por lá, em 1994. Além disso, na Alemanha eu encontrei ainda o amor da minha vida, Oliver Bieber, com quem estou há sete anos. Desde então, ele é meu marido e empresário”, ressalta o cantor citando o ilustrador de livros infantis, com quem se casou em 2014, em Lübeck, onde eles vivem.